Artigos, Destaques, Notícias › 25/06/2018

Como São Francisco ensinou aos frades a ganharem pela humildade e caridade as almas de alguns ladrões

“Os ladrões que se homiziavam nos bosques e assaltavam os transeuntes, vinham às vezes pedir pão aos frades em seu eremitério situado nas proximidades do Borgo San Sepolcro. Alguns frades entendiam que não era conveniente dar-lhes esmolas; outros, no entanto, davam-lhes por compaixão e os exortavam à penitência.
Ora, aconteceu que nesta ocasião São Francisco veio ao eremitério e os religiosos perguntaram-lhe se convinha dar esmolas aos salteadores. Ao que o santo respondeu: “Se fizerdes como vos disser, confio no Senhor que ganhareis para Ele as almas destes ladrões. Ide, pois, procurai bom pão e vinho, depositai-os na floresta onde eles se encontram e gritai: ‘Irmãos ladrões, vinde a nós, pois somos vossos irmãos e vos trazemos bom vinho e bom pão!’ Ao ouvi-lo, aqueles salteadores virão imediatamente. Estendei uma toalha sobre a terra e depositai nela o pão e o vinho e servi-os com alegria e humildade enquanto eles comerem. Depois da refeição anunciai-lhes a palavra do Senhor e fazei este primeiro pedido: que eles vos prometam não saquear os transeuntes nem fazer mal a ninguém. Com efeito, se pedirdes tudo de uma vez eles não vos escutarão, mas, porque sois humildes e caridosos, prometerão imediatamente fazer o que pedis. Por esta boa promessa, levai-lhes outra vez ovos, queijo com pão e vinho e servi-os enquanto comem. Após a refeição, dizei-lhes: ‘Por que permaneceis aqui todo o dia a morrer de fome e a suportar tantas adversidades? Por que fazeis, por desejo e ação, tanto mal pelo qual perdereis vossas almas se não vos converterdes ao Senhor? Seria melhor que servísseis ao Senhor que vos dará neste mundo tudo o que for necessário a vosso corpo e, no final, salvará as vossas almas’. Então, por causa da humildade e caridade que tiverdes mostrado, o Senhor suscitará neles o arrependimento e a conversão”.
Os frades fizeram exatamente como São Francisco lhes aconselhara. Os ladrões, pela graça e misericórdia de Deus, escutaram-nos e observaram ao pé da letra, ponto por ponto, tudo o que os frades lhes haviam pedido humildemente. Outros, movidos pela humildade e amizade que lhes testemunharam aqueles religiosos, puseram-se a servi-los humildemente, levando sobre os ombros a lenha de que necessitavam; e, finalmente, alguns entraram na Ordem.confessaram seus pecados, fizeram penitência e prometeram, na presença dos frades, viver de seu próprio trabalho e não retornar mais ao gênero de vida que até então haviam levado.” ( ESPELHO DE PERFEIÇÃO 66)

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.